segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Enquanto Deus for meu Tudo eu não temerei



Enquanto Deus for meu Tudo eu não temerei. 

Pode o vento balançar e as ondas do mar querer meu barco afundar afundar, eu mesmo assim não temerei. Pode a tempestade mais forte querer se levantar e o frio tentar me congelar, mesmo assim eu não temerei. Mesmo que as lagrimas no rosto rolarem e o sentimento de perda aparecer, eu não temerei.

Não temerei as angustias e nem as aflições, o Deus que eu tenho é o meu Tudo e nEle confio, sei bem quem tem me guardado e das provas que já me livrou, lembro-me de quem me socorreu e quem estava com suas mãos sempre estendidas, sei que tens me feito de filha a menina dos seus olhos e por isso te digo: Eu não temerei a dor que me assola, pois Deus é o meu Tudo!