quarta-feira, 19 de agosto de 2015

João o grande pescador

João o grande pescador

Viver em um vilarejo longe das grandes cidades e conquistar seu espaço no mundo que vive é um privilegio para o grande pescador João. Homem simples e de poucas palavra, mas muita atitude, João conquistou as pessoas da sua vila, pelo coração que possui, sem medir esforço e ao menos dizer não. Sempre ajudou as pessoas em todos os momentos que foi solicitado, não importava a hora, João sempre estava ali preste ajudar.

Por possuir um carro, talvez o único que utilizava para prestar socorro a quem precisava, João era conhecido como o grande homem, elogiado por todos que o conhecia. João acordava cedo e de costume, saia para o alto mar as 05:00 da manhã para colocar as redes e colher as que tinha colocado do dia seguinte, sempre saia para o mar duas vezes ao dia, as 05:00 da manhã e as 14:00 hs da tarde, esse era o ritmo dele de segunda á sexta. Seu carro foi comprado para trabalho, ele utilizava para vender seus peixes em outras cidades vizinhas, mas utilizava também nas horas de emergência quando alguém precisava.

Homem batalhador e prestativo era rodeados de amigos, colegas, familiares e outras pessoas que precisava de seus serviços e gentileza. Era um homem que enchia os olhos da família de orgulho não pelo que possuía ou tinha mas pelo que os outros diziam a respeito dele. Ter um carro em um vilarejo e uma casa moderna para aquele local não era para muitos, mas para o João era um sonho e esforço realizado durante anos, e logico agradecia a Deus pelo privilégio de ser abençoado.

Mas um certo dia, o grande pescador, teve um problema de saúde e como não bastava teve que parar de pescar. E para se cuidar precisou vender seu carro, barco entre outros pertences. João se viu em apuros. Mas o pequeno vilarejo já não era o mesmo, estava crescendo e a modernização das grandes cidades estava chegando por ali, carros já estavam sendo comprados por alguns moradores dessa região devido a facilidade de pagamento. Não que o João se importava com isso, mas o que a família do João não esperava era a falta de amor pelo próximo, não compreendia como um homem que se dedicou tanto a população daquele vilarejo e que era elogiados por todos, no momento que mais  precisou não encontrou ninguém. Se você acha que foi difícil para o João, digo que temos muito que aprender com ele, foi muito difícil para família do João, porque o João mesmo estando impossibilitado de fazer algumas coisas, continua solicito a ajudar, mesmo no meio de tantas dificuldades continua o mesmo homem, o grande pescador de sempre. 

Nos dias atuais, encontramos vários tipos de pessoas, aquelas que se importa realmente com os outros e aquelas que se importa consigo mesmo. Estar rodeado de amigos é um privilegio para muitos, mas quando esses amigos são verdadeiros. O que faz o diferencial na vida do João é que mesmo sendo abandonado pelos amigos, ele continuou o mesmo e não se deixou contaminar pela angustia, sofrimento, dor que passou e nem pela ausência de amigos. E Deus continua sendo louvado em sua vida, pois João acredita que ter Deus em sua vida é ter tudo!

EFPS